Guerrilha na academia

Um site com estratégias e métodos utilizados por mim para deixar o espelho mais feliz!

Fim de um ciclo

Só do ciclo… como tudo na vida, que é feita de ciclos, um acabou. Terminei a fase de ingestão da oxan e nas duas últimas semanas, tenho inserido uma alimentação mais voltada para gorduras e proteínas do que em carboidratos. Pode chamar de low carb, pode chamar do que quiser, eu chamo de “minha dieta” 😀 pelo simples fato de que sou mais flexível e de que eu levo em consideração meus costumes, meu estilo de vida.

Eu assumi a alimentação baseada em alimentos de verdade, abro mão uma vez na semana para consumir algo que seja refinado, e, apenas se eu tiver vontade. Vou treinar com proteína e gordura, como carbo no pós-treino (que pode ser fruta ou um carbo como o inhame), no almoço e às vezes no lanche se eu sinto que devo. Açúcar não entra no café da minha casa mais, como eu quem faço todos os dias, quem quiser que adoce na própria caneca… percebi que o café fica gostoso até o dia seguinte. Então pq antes não ficava? O açúcar oxida o café, azeda ele.

Pretendo voltar a fazer jejum intermitente de vez em quando, ontem mesmo cheguei muito cansada em casa, sem fome, simplesmente deitei e dormi. É libertador!!! Não ter obrigação de comer, é maravilhoso!

Tenho ouvido o podcast da Tibo Forte todos os dias, pq tem muitos episódios que eu não ouvi, então estou colocando em dia enquanto malho. É muito bom e mostra o lado da nutrição que é manipulado pelo governo ou outras áreas interessadas no adoecimento da população mundial. Falam o que realmente acontece no corpo da gente, sem interesses obscuros.

Estudem, gente! Não engulam, simplesmente, o que falam nos programas de televisão.

A luta não para

Não tem segredo pra mim, eu não gosto mesmo de me empanturrar de carbo. Sinto um peso na consciência danado, meu corpo fica inchado e tals… mas eu preciso desse carbo pra harmonia dos macros no meu corpo, né?! Então eu passei a comer um carbo de leve no lanche, uma fruta ou um pãozinho low carb. Low carb não significa zero carbo, né?! Isso todo mundo já sabe ou deveria saber.

Pra completar, eu descobri que me sinto muito bem disposta quando vou treinar apenas com o café e óleo de coco, ovos e queijo, ou ovos e iogurte. Me sinto muito bem também quando como só frutas, mas onde quero chegar com isso? O fato é que eu não como aquele tanto de carbo que muita gente fala que tem que comer, e tem dias que eu simplesmente como só proteína e gordura. Isso, inclusive, ajuda na queima de gordura e, fiquei pasma, quando vi que mesmo fazendo isso, meu peso na balança aumentou. Meu mantra: Oremos para que sejam músculos.

Depois do treino eu como carbo, como no almoço também e no lanche, como já disse, na janta muuuuito raramente e quando como é assim, bem pouco mesmo. Fico mais feliz comendo pasta de amendoim depois da janta, como sobremesa, do que comendo uma batata. Até porquê no dia seguinte eu acordo com a barriga menos inchada, só aquela gordura chata mesmo, mas ela vai sair!

A luta continua! Sempre!

Era músculo! É!

Então essa semana eu fiz avaliação e tive a grata surpresa de saber que meu peso aumentou e que, isso não é um motivo para eu enlouquecer pois ganhei massa! Uhu!

Na última avaliação, em maio, eu estava com 64,6 kg, sendo 51,77 de massa e 13,03 de gordura. Significa que estava com 22,12% de gordura. Daí eu viajei pra zoropa, me diverti, bebi, comi, tomei gelatos, andei muuuuito, voltei pro Brasil, entrei no eixo, voltei a malhar e… na avaliação que fiz essa semana, estava pesando 65,8kg, sendo 52,32 de massa magra e 13,48 de gordura. Totalizando 20,49% de gordura. Com esse ganho de massa, diminui 1,63 o percentual de gordura e, minha intenção, é chegar em dezembro com 14%.

Agora, tenho uma meta bem definida, que é diminuir em média: 1% de gordura, o que equivale a diminuir 700g de gordura e aumentar a mesma quantidade em massa magra, ao mês, até dezembro.

O treino tá bacana e os planos para a faze de perda de gordura já estão sendo formulados.

#verãoéagora

Músculo ou frio?

Não sei o que está acontecendo, esse inverno tem sido mesmo muito gelado em BH. Tenho sentido muuuita fome, muita mesmo. Minha dieta tá bonitinha, daí eu resolvi contar os macros. Estava consumindo menos carbo do que podia, então aumentei um pouquinho, o suficiente pra não ficar com aquela fomona no meio da tarde.

E o que pode provocar essa fomona? O frio faz com que seu corpo precise se aquecer, com isso ele consome mais calorias e, consequentemente, você precisa ingerir mais calorias para suprir o que seu corpo precisa. Daí, bate a fome.

Ou, você aumentou seu peso (oremos para que sejam músculos), está com mais músculos, o que faz com que aumente seu gasto calórico e, consequentemente, você precisa ingerir mais calorias, caso contrário, bate a fome.

E aí? Aí que nem tava tão frio mas a fome bateu forte e eu estou rezando para que seja músculo mesmo. Mas não adianta só rezar. Estou treinando direitinho, senti que meu bumbum tá levemente menos caído, o instrutor falou q já mudei meu físico, mas eu não vi isso. Bom… vou fazer uma avaliação com o nutri pra monitorar esse ganho.

 

Ficha nova, pra quebrar tudo

Troquei minha ficha, pra aproveitar bem a suplementação e a alimentação.

Agora estou fazendo um treino baseado em 4 treinos inferior posterior, superior posterior, inferior anterior e superior anterior. Não nessa ordem, mas foi dividido mais ou menos assim… 15 a 20 minutos de aeróbico todo dia e no dia de descanso, um descanso ativo com alongamento e caminhadinha.

Na hora que estou treinando quase morro, mas meu condicionamento permite que eu saia da sala de musculação andando normalmente. 😀

Alimentação tá regradinha, tirei as besteiras mesmo. Farinha, açúcar e álcool só depois de 5 semanas, pra ter certeza que fiz o que pude. Tentar ir no mais natural possível.

É isso, não vou ficar me pesando nem medindo, vou deixar o espelho me dar um fiufiu e aí eu vou saber que está bacana!

Programação iniciada

Pois então… prometi falar como seria feito meu trajeto com a Oxan.

Uma semana com 10mg por dia, seguindo uma semana de 20mg por dia e 5 semanas com 30mg por dia. Após as cinco semanas, baixarei para 20 e depois 10 mg.

Alimentação: Enquanto tomava 10 e 20mg eu não segui muito uma dieta, até porquê estava meio revoltada, achando um saco isso de ter que fazer dieta, lutando contra o sistema opressor que nos querem ver competir uns com os outros. Não estou duzendo que esculhambei tudo, mas não fiz o que devia fazer para ter os melhores resultados do mundo. Só fiz HIIT duas vezes na semana dos 20mg. Estava fora do meu eixo normal, até que voltei.

Tinha que voltar alguma hora, e ao iniciar os 30mg eu não poderia brincar com meu corpo, não poderia continuar como estava, se não eu ia ficar igual esse povo que espera um milagre e depois coloca culpa na marca do whey.

Sabe o que me fez ter prazer em voltar aos eixos? Sentir meu tríceps de novo. Sim, passei a mão no meu braço e senti o músculo definido, sem fazer força, só girei meu pulso pra dentro. Deu um orgulho danado! E eu pensei: Eu que fiz e quero mais!

Assim, me lembrei que a minha maior rival sou eu mesma, que eu compito comigo mesma o tempo inteiro, que eu tenho que fazer o melhor que posso, por mim e para mim, e que eu tenho uma filha de 15 anos e eu vivo fazendo analogias com a vida de maromba e a vida por esse mundão a fora… se eu falhar, estarei me prejudicando e provando pra ela, que minhas analogias estavam certas o tempo todo.

Voltei de viagem…

Então, fiz uma viagem de férias pra lá de boa, pra lá de sonhada! Comi e bebi o suficiente, mas nem adianta dizer que é impossível fazer dieta na Itália. Ah sim…. fui pra Itália e Áustria e é sim possível comer bem, sem sair muito da dieta.

Beber que é o problema, uma garrafa de vinho costuma ser mais barato do que um prato de comida, e vinho é tão bom… nossa… kkk

Fato é que se você escolher comer na rua uma refeição bem feita, menu completo, por exemplo, você come massa, proteína e verdura. Pode escolher vegetais de folhas ou legumes como abobrinha e berinjela (dois legumes pouco calóricos que eles consomem muito, zucchini e melanzane respectivamente).

IMG_20170511_152005_265

Carpacio com pesto de hortelã (secondo piato), acompanhado de rúcula e tomate (contorno). O primo piato foi um risoto de limão mara! Na Trattoria da Pino, em Milão

No primeiro dia comi algo tipo um sanduíche sem pão, é, presunto cru com tomate seco e rúcula enrolados em uma folha de mussarela de búfala. Delicioso! Daí mesmo já percebi que dependeria apenas das minhas escolhas e que eu poderia fazer as melhores.

20170509_212531

Comi isso no mercado central de Firenze

Outra coisa que eles consomem bastante também é sopa. Sim! E à noite cai muito bem uma sopinha né? Dependendo da região eles comem mais massa ou mais vegetais. Atente-se ao cardápio, se permita uns deslizes e tudo fica bem.

Eu tomava pelo menos um gelato por dia, o que significa experimentar dois ou três sabores em cada copinho. Saí do Brasil com 64kg e voltei com 64kg. Até eu fiquei surpresa, mas o milagre se deu por causa das longas caminhadas observando a paisagem, as ruelas e as pessoas.

Alguns dias até fiz um pouco de musculação, comprei uma fita elástica que não usei, mas no final do dia o corpo está cansado e a melhor coisa talvez seja mesmo descansar. Usei aparelhos de musculação apenas em Innsbruck e Salzburgo, onde tinha uma mini academia nos hoteis. De resto, orei e fiz boas escolhas kkk

Cheguei sábado passado, na segunda já treinei, em ritmo de adaptação, trabalhei e voltei com a alimentação mais no eixo, fora os chocolates que trouxe e fui obrigada a experimentar kkkk Devo assumir, estou comendo mais agora do que lá. Aqui está mais frio, acredite, e aqui eu caminho muito menos. Me sentindo redonda. Pra ajudar a paradeza, estou com uma pequena infecção urinária, o que me impede de agir naturalmente na academia. Agora sim, preciso orar.

No próximo post falo do meu plano da oxan 😉

No meu Instagram tem vários posts da minha viagem. Entra lá! Beijo!

Bomba!

Sobre essas duas últimas semanas tomando anabolizante…

Como disse antes, a dose é baixa, daqui duas semanas mais ou menos eu paro de tomar, dou uma pausa pra fazer uma viagem de férias e quando voltar, faço novos exames de sangue para ver como meu corpo reagiu e se estiver tudo ok, eu volto com um processo um pouco diferente do que estou fazendo agora. Mas isso eu conto depois.

Na primeira semana só senti efeito colateral, nasceram espinhas no meu rosto, poucas mas o suficiente pra eu me preocupar com o que isso poderia fazer com o meu corpo. Graças ao bom Uni*, foi só isso que senti.

Agora, já na segunda semana, eu estou vendo as espinhas darem adeus e meu peso diminuir um pouco na balança a cada dia. Sobre as espinhas, tem muito a ver com o que se come. E aí… eu vou te falar uma cousa: Ô FOME DO CÃO que eu tenho sentido! Não sei de onde vem, sei que ela vem e eu como mesmo!

Aumentei um pouco a proteína, devo estar comendo 2,3g de proteína por kg de peso corporal. Tenho comido vegetais ricos em proteína no almoço ou janta, isso ajuda bem na soma final.

Estou treinando da mesma forma que já relatei. Semana passada fiz bike mais de 30min por dia. Sendo que no feriado do dia 21 eu fui jogar tênis. Brincadeira boa!!! Alugamos 2h de quadra, acho que eu e minha amiga corremos 1h 30min atrás da bolinha kkkkk

Cosi… arrivederci!

O que muda

Bora! O que muda na minha dieta?
Já estava ingerindo 2g de proteína por kg de peso, agora eu preciso acompanhar semanalmente meu ganho de peso, ou perda, pra ajustar a proteína e o carbo, 4g por kg de peso.

Basicamente cortei o açúcar da dieta. Mas um cafezinho de vez em quando… ah, tem seu lugar. Evitar a todo custo processados, embalados, rotulados etc. Natural é sempre melhor. “Eu que fiz” é sempre mais seguro, mais saudável e mais gostoso, além de ser ótimo pra controlar o que exatamente tem no alimento.

Fiz uns exames e está tudo dentro, menos os glóbulos brancos… eita! Eu não entendo, ninguém entende. Mas tudo bem, vou tomar um multi vitamínico pra não faltar nada e BCAA pra ajudar no eco sistema do meu corpitcho. Além da PIS que quando acabar será substituída por um delicioso whey.

O que muda no meu treino?
Fazer o possível para aumentar carga toda semana, se der pra aumentar a cada treino, ótimo. Vou continuar com o treino full body e intercalar com cardio, 30 minutos na zona alvo de queima de gordura.  Sobre a minha ficha, estava seguindo, mas dois meses na mesma ficha me estressa kkk aí eu chego e trabalho todos os grupos musculares, de forma completa e localizada (agora sim), mas cada vez com um exercício diferente. Até que eu ache um exercício delícia pra fazer sempre, daí fico repetindo ele nos outros dias. Vou me adaptando… por exemplo, o tríceps arremesso, não acho que pegue tanto o tríceps quanto eu gostaria, então eu faço outro que pegue bem e repito ele sempre, alterando o estímulo.

É isso… Até mais. Que a força esteja conosco!

Eu me rendo!

Não, não resolvi largar tudo e deixar a academia e o mundo fitness… eu decidi me render e pedir ajuda aos medicamentos. Quem tem grana fala que tá fazendo reposição hormonal, quem não tem fala que tá tomando bomba mesmo. Nada de errado nisso, desde que com acompanhamento. E não venha me dizer “com bomba é fácil”. Não. Toma anabolizante e fica no sofá pra ver o que acontece.

O que estou tomando tem dosagem baixa, o suficiente pra estimular o corpo. O meu já não estava respondendo a nada, não poderia diminuir mais o carbo, se não, num dia normal em família eu não poderia comer uns biscoitinhos, ou um pãozinho de queijo além da conta que iria me engordar. Nem aumentar tanto meu carbo diário para aumentar a massa e ganhar menos gordura possível… ah, esse corpinho sapeca! Mas 35 anos não são 15.

Alguns cuidados que estou tomando:

  • Muita água! Dois litros pra mais…
  • Comer limpo. Não é pra colocar tudo a perder. Se está tomando algum remédio pra auxiliar o ganho de massa, faça por onde. Depois vai dizer que o medicamento ou o suplemento não fez efeito/foi ruim. Hump!

Tirei foto de todos os ângulos, de biquini, para comparar depois de 15 e 30 dias. Agora, vou tomar mais cuidado com o que entra na minha boca, mas é difícil, sei que não é fácil. Força na peruca!

 

 

Navegação de Posts